Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Aechmea depressa L.B.Sm. EN

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 13-04-2012

Criterio: B1ab(iii)

Avaliador: Miguel d'Avila de Moraes

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG: Marcelo

Especialista(s):


Justificativa

Aechmea depressa ocorre exclusivamente no Estado da Bahia e é endêmica do Brasil. Tem registros de ocorrência para o Estado da Bahia e dados de especialistas indicam sua presença também no Espírito Santo. Tem distribuição restrita (EOO=2.683,05 km²) à região sul do Estado. A espécie habita áreas de Floresta Ombrófila Densa Submontana, Tabuleiros Costeiros e Restingas e sofre com a perda e fragmentação da cobertura vegetal original, que causam o declínio contínuo da qualidade de hábitat. Foram identificadas quatro situações de ameaça distintas.

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Aechmea depressa L.B.Sm.;

Família: Bromeliaceae

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Dados populacionais

Classificada como "Rara" por Wanderley et al. (2009).

Distribuição

Endêmica da Bahia (Biodiversitas, 2005; Martinelli et al., 2008), encontrada nos municípios de Ilhéus, Porto Seguro, Santa Cruz da Vitória e Una (Biodiversitas, 2005).

Ecologia

Erva terrícola e epífita, perene, que habita florestas ombrófilas do sul da Bahia. Fértil de janeiro a novembro e polinizada por beija-flores.

Ameaças

1 Habitat Loss/Degradation (human induced)
Detalhes Segundo Biodiversitas (2005) a região é ameaçada por perda de habitat.

Ações de conservação

3 Research actions
Situação: on going
Observações: A espécie foi categorizada como "Vulnerável" (VU), segundo os critérios IUCN (1994) no trabalho de Canela et al. (2003).

1.2.1.2 National level
Situação: on going
Observações: Consta como "Deficiente de Dados" (DD) no no Anexo II da Lista Vermelha Oficial do Brasil (MMA, 2008).

4.4 Protected areas
Situação: on going
Observações: Encontrada na REBIO do Mico Leão e REBIO de Una, Una - BA (Canela et al., 2003).

Referências

- FUNDAÇÃO BIODIVERSITAS. Revisão da lista da flora brasileira ameaçada de extinção. Belo Horizonte, MG: FUNDAÇÃO BIODIVERSITAS PARA A CONSERVAÇÃO DA NATUREZA, 2005.

- CANELA, M. B. F.; ET AL. Revision of the Aechmea Multiflora Complex (Bromeliaceae). Botanical Journal of the Linnean Society, v. 143, n. 2, p. 189, 2003.

- WANDERLEY, M. G. L.; ET ALGIULIETTI, A. M.; RAPINI, A.; ANDRADE, M. J. G. DE ET AL. Bromeliaceae. Belo Horizonte: Conservação Internacional - CI, 2009. 496 p.

- SOUSA, G. M. Revisão Taxonômica de Aechmea Ruiz & Pav. Subg. Chevaliera (Gaudich. ex Beer) Baker Bromelioideae- Bromeliaceae. Doutorado. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2004.

- MARTINELLI, G. ET AL. Bromeliaceae da Mata Atlântica Brasileira: Lista de Espécies, Distribuição e Conservação. Rodriguésia, v. 59, n. 1, 2008.

- MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Instrução Normativa n. 6, de 23 de setembro de 2008. Espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção e com deficiência de dados, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 set. 2008. Seção 1, p.75-83, 2008.

- IUCN. IUCN Red List Categories and Criteria: Version 3.1, v.ii, p.30 pp, 2001.

Como citar

CNCFlora. Aechmea depressa in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Aechmea depressa>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 13/04/2012 - 19:04:53