Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Cryptanthus fosterianus L.B.Sm. CR

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 04-04-2012

Criterio: B2ab(ii,iii)

Avaliador: Miguel d'Avila de Moraes

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG:

Especialista(s):


Justificativa

Cryptanthus fosterianus é uma espécie endêmica do Brasil e ocorre exclusivamente no Estado de Pernambuco, próximo à fronteira com a Paraíba. A espécie foi coletada na natureza na Serra Negra de Bezerros, em São Lourenço da Mata, na localidade conhecida como Mata do Camocim. Apenas uma população dessa planta é conhecida. A Serra Negra de Bezerros constitui um Brejo de Altitude, cujas extensas florestas, no passado, cederam espaço para o plantio do café e, mais tarde, para a pecuáriaextensiva. Hoje, a região se encontra completamente devastada, e o que sobrou da biota local está confinado aos afloramentos rochosos. Há suspeitas de que a espécie possa estar extinta na natureza. Tem AOO de 4 km². Por essas razões, C. fosterianus foi considerada "Criticamente em perigo" (CR), possivelmente extinta na natureza.

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Cryptanthus fosterianus L.B.Sm.;

Família: Bromeliaceae

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

Cryptanthus fosterianus apresenta afinidades morfológicas com Cryptanthus zonatus (Visiani) Beer. Dentre as diferenças que podem ser assinaladas em C. fosterianus, incluem-se as folhas coriáceo-adensadas e carnosas, brácteas florais igualando as sépalas e sépalas com lobos distintamente serrulados (Siqueira-Filho; Leme, 2006).

Dados populacionais

Cryptanthus fosterianus foi coletada na natureza por M.B. Foster (2431) e Pickel na região de Serra Negra de Bezerros, São Lourenço da Mata, na localidade conhecida como Mata do Camocim, divisa de Pernambuco e Paraíba. Portanto só se conhece uma subpopulação desta planta (Lima, 1964; Smith, 1987; Siqueira-Filho; Leme, 2006).

Distribuição

A espécie é endêmica do Brasil, ocorrendo exclusivamente nos Estados de Pernambuco e Alagoas (Forzza et al., 2012). Foi registrada somente na região da Serra Negra de Bezerros, São Lourenço da Mata, na localidade conhecida como Mata do Camocim, divisa de Pernambuco e Paraíba (Lima, 1964; Smith, 1987; Siqueira-Filho; Leme, 2006).

Ecologia

Planta herbácea, acaule, terrícola; C. fosterianus habita o solo de formação florestal do Centro de Endemismo Pernambuco (Siqueira-Filho; Leme 2006) como as Florestas Estacionais Deciduais e Florestas Estacionais Semideciduais, sempre associadas ao bioma Mata Atlântica (Forzza et al., 2012).

Ameaças

1.1 Agriculture
Detalhes A Serra Negra de Bezerros constitui um Brejo de Altitude que no passado possuiu extensas florestas que cederam espaço para o plantio do café, e mais tarde, para a pecuária extensiva (Lima, 1964; Siqueira-Filho; Leme, 2006). Hoje a região se encontra completamente devastada, e o que sobrou da biota local está confinado a extensos afloramentos rochosos, que não constituem habitat para o estabelecimento de subpopulações de C. fosterianus (Siqueira-Filho; Leme, 2006).

Ações de conservação

1.2.1.2 National level
Situação: on going
Observações: A espécie consta no Anexo I, da Instrução Normativa nº 6, de 23 de setembro de 2008. Foi considerada "Extinta na Natureza" (EW) pela avaliação de risco de extinção da flora brasileira empreendida pela Fundação Biodiversitas (2005).

4.3 Corridors
Situação: needed
Observações: A espécie não ocorre em unidade de conservação (SNUC), apesar da localidade-tipo estar inserida dentro do Corredor de Biodiversidade do Nordeste (Martinelli et al., 2008).

Referências

- FORZZA, R.C. ET AL. Bromeliaceae. In: Lista de Espécies da Flora do Brasil. Disponivel em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2012/FB000066>.

- MARTINELLI, G.; VIEIRA, C. M.; GONZÁLEZ, M. ET AL. Bromeliaceae da Mata Atlântica Brasileira: Lista de Espécies, Distribuição e Conservação. Rodriguésia, v. 59, n. 1, 2008.

- SIQUEIRA FILHO, J.A.; LEME, E.M.C. Fragmentos de Mata Atlântica do Nordeste - Biodiversidade, conservação e suas bromélias. Andrea Jakobsson Estúdio, 2006. 360 p.

- LIMA, D.A. Bromeliaceae de Pernambuco. , 1964.

- SMITH, L.B. "A new ornamental Bromeliad" (The original description of Cryptanthus fosterianus), The Cryptanthus Society Journal, 1987.

- MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Instrução Normativa n. 6, de 23 de setembro de 2008. Espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção e com deficiência de dados, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 set. 2008. Seção 1, p.75-83, 2008.

- FUNDAÇÃO BIODIVERSITAS. Revisão da lista da flora brasileira ameaçada de extinção. Belo Horizonte, MG: FUNDAÇÃO BIODIVERSITAS PARA A CONSERVAÇÃO DA NATUREZA, 2005.

Como citar

CNCFlora. Cryptanthus fosterianus in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Cryptanthus fosterianus>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 04/04/2012 - 16:46:25