Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Ditassa arianeae Fontella & E.A.Schwarz EN

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 17-02-2012

Criterio: B2ab(ii,iii)

Avaliador:

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG:

Especialista(s):


Justificativa

Espécie de liana encontrada nas Restingas da Mata Atlântica. Tem distribuição restrita, com EOO de 40.451,77 km² e AOO de 20 km³. É conhecida nos municípios de Prado, Salvador, Tucano e Una, no Estado da Bahia, e Vila Velha, no Estado do Espírito Santo, cada um deles considerado como situações de ameaça distintas. Foi coletada entre 1974 e 2005. A ocorrência para o Estado do Rio de Janeiro não foi confirmada. É ameaçada pela perda de habitat e da área de ocupação, em decorrência da ocupação do solo nas restingas com urbanização, desenvolvimento imobiliário e agricultura.

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Ditassa arianeae Fontella & E.A.Schwarz;

Família: Apocynaceae

Sinônimos:

  • > Macroditassa melantha subsp. arianeae ;

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

Descrita em 1984.

Distribuição

Nordeste (Bahia), Sudeste (Espírito Santo, Rio de Janeiro) (Koch; Rapini, 2011).

Ecologia

​Volúvel

Ameaças

1.4.2 Human settlement
Incidência national
Severidade very high
Detalhes Espécie típica de Restinga, ocorrendo em áreas geralmente urbanizadas ou com urbanização crescente; portanto, com diminuição de sua área de ocorrência e redução da qualidade do seu hábitat (Rapini, com. pess.). Restrita ao longo da costa brasileira, a vegetação sobre a Restinga está sob intensa pressão da ocupação humana e conseqüente alteração da paisagem original (Mantovani 2003, Rocha et al. 2004). Os ecossistemas de Restinga vêm sendo degradados desde a colonização e encontram-se reduzidos a pequenas manchas remanescentes (Araújo; Lacerda, 1987; Mantovani, 2003), constituindo o conjunto de ecossistemas dos mais ameaçados do domínio fitogeográfico Mata Atlântica (Brizzotti et al., 2009). A Restinga consiste em uma comunidade de plantas que ocorre no litoral, e inclui praias e dunas. Devido a seu solo arenoso e solto, as restingas são altamente vulneráveis ao impacto antrópico. Uma grande porcentagem já foi destruída pela mineração, pelo desenvolvimento imobiliário e pela agricultura (SEAMA, 2001 apud Aguiar et al., 2005).

1.4.2 Human settlement
Severidade very high
Detalhes O maior problema para as Restingas do litoral norte do estado da Bahia é ocasionado pela especulação imobiliária, decorrente principalmente da sua localização próxima ao litoral, onde a ocupação humana é maior. Este fato é agravado pela posição geográfica da cidade de Salvador, situada em uma baia (a Baía de Todos os Santos, a maior do Brasil), que possui ao leste, oeste e sul o mar, impossibilitando o crescimento urbano nesses sentidos. Acresce-se a isso a decadência da ocupação imobiliária na Ilha de Itaparica, fazendo com que o fluxo de expansão imobiliária se dê principalmente em direção ao litoral norte, beneficiado recentemente com investimentos no sistema viário local (Queiroz, 2007).

Ações de conservação

1.2.2.2 National level
Situação: on going
Observações: Citada como ameaçada na Lista vermelha da flora do Brasil (MMA, 2008), anexo 1. Considerada "Vulnerável" (Biodiversitas, 2008).

1.2.2.3 Sub-national level
Situação: on going
Observações: Considerada "Criticamente em perigo" (CR) na Lista vermelha da flora do Espírito Santo (Simonelli; Fraga, 2007).

Referências

- QUEIROZ, E. P. Levantamento florístico e georreferenciamento das espécies com potencial econômico e ecológico em restinga de Mata de São João, Bahia, Brasil, Biotemas, v.20, p.41-47, 2007.

- KOCH, I.; RAPINI, A. Apocynaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil, Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponivel em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2011/FB004556>.

- RAPINI, A.; FONTELLA, J.P. Apocynaceae (Asclepiadoideae). Plantas da Floresta Atlântica, p. 132-140, 2009.

- AGUIAR, A.P.; CHIARELLO, A.G; MENDES, S.L.; MATOS, E.N. Os Corredores Central e da Serra do Mar na Mata Atlântica brasileira. In: GALINDO LEAL, C.; CâMARA, I.G. Mata Atlântica Biodiversidade, Ameaças e Perspectivas. Belo Horizonte, MG: Fundação SOS Mata Atlântica; Conservação Internacional Brasil, 2005.

- KONNO, T. U. P. Ditassa R.Br. (Apocynaceae: Asclepiadoideae) no Brasil. Tese de Doutorado. São Paulo, SP: Universidade de São Paulo, 2005.

- BRIZZOTTI, M. M.; FARIA, M. B. B. C.; OLIVEIRA, A. A. Atlas dos remanescentes dos ecossistemas de restinga do complexo estuarino lagunar de Iguape, Ilha Comprida e Cananéia, litoral sul do Estado de São Paulo: resultados preliminares. , 2009.

- ARAÚJO, D.S.D.; LACERDA, L.D. A natureza das restingas. Ciência Hoje, v. 6, n. 33, p. 42-48, 1987.

- MANTOVANI, W. Degradação de biomas brasileiros. In: RIBEIRO, W. C. Patrimônio ambiental brasileiro. Universidade de São Paulo, p.367-436, 2003.

- ROCHA, P. L. B.; QUEIROZ, L. P.; PIRANI, J. R. Plant Species and Habitat Structure in a Sand Dune Field in the Brazilian Caatinga: a Homogeneous Habitat Harbouring an Endemic Biota. Revista Brasileira de Botânica, v. 27, n. 4, p. 739-755, 2004.

- SIMONELLI, M.; FRAGA, C. N. Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção no Estado do Espírito Santo. Vitória, ES: IPEMA, 2007. 144 p.

- FUNDAÇÃO BIODIVERSITAS. Revisão da lista da flora brasileira ameaçada de extinção. Belo Horizonte, MG: FUNDAÇÃO BIODIVERSITAS PARA A CONSERVAÇÃO DA NATUREZA, 2005.

- MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Instrução Normativa n. 6, de 23 de setembro de 2008. Espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção e com deficiência de dados, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 set. 2008. Seção 1, p.75-83, 2008.

- RAPINI, A. Comunicação pessoal do especialista Alessandro Rapini para o analista de dados Eduardo Fernandez, pesquisador do CNCFlora, 2012.

Como citar

CNCFlora. Ditassa arianeae in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Ditassa arianeae>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 17/02/2012 - 12:21:59