Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Dyckia domfelicianensis Strehl CR

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 06-02-2012

Criterio: B2ab(iii)

Avaliador: Miguel d'Avila de Moraes

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG:

Especialista(s):


Justificativa

Dyckia domfelicianensis, no Brasil, ocorre exclusivamente no Estado do Rio Grande do Sul. Ocorria de forma esparsa ao longo de 617 km da Bacia do Rio Uruguai, mas atualmente restam subpopulações naturais apenas no Salto Yucumã e no Parque Provincial Moconá (Argentina), na continuação do Rio Uruguai. Essa espécie tem sua localidade-tipo no Paraguai, na região do trecho superior do Rio Paraná. Está presente em afloramentos rochosos da região do município de Dom Feliciano. Ocupa AOO de apenas 8 km². Todas as localidades foram consideradas uma única situação de ameaça. A região sofre com a degradação ambiental, perda e fragmentação da paisagem, que causam o declínio contínuo na qualidade do hábitat. De acordo com dados disponíveis, o município de Dom Feliciano perdeu 98,28% de sua cobertura vegetal original. Assim, a espécie foi avaliada como "Criticamente em perigo" (CR).

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Dyckia domfelicianensis Strehl;

Família: Bromeliaceae

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

A espécie, descrita em 1994, é afim de D. hebdingii L. B. Sm., da qual se distingue nos seguintes caracteres: plantas com porte mais robusto quando floridas, formando rosetas foliares também maiores, folhas eretas, brácteas florais mais curtas, sépalas maiores e pétalas com ápice largamente arredondado a quase truncado (Strehl, 2005)

Distribuição

A espécie possui endemismo desconhecido, ocorre no Pampa, exclusivamente no Estado do Rio Grande do Sul (Forzza et al., 2011)

Ecologia

Planta com caule curto, roseta foliar ca. 35 cm de altura, ca. 50 cm de diâmetro, florida ca. 120 cm de altura. Ca. de 100 a 300 folhas, eretas, cobertas de indumento branco (Strehl, 2004). Espécie saxícola, coletada sobre afloramentos rochosos (Strehl, 2004).

Ações de conservação

1.2.1.3 Sub-national level
Situação: on going
Observações: A espécie foi considerada "Em Perigo" (EN) na Lista vermelha da flora do Rio Grande do Sul (CONSEMA-RS, 2002).

Referências

- STREHL, T. Novas Espécies de Bromeliaceae do Rio Grande do Sul, Brasil. Vidalia, v. 2, n. 2, p. 26-36, 2004.

- FORZZA, R. C.; COSTA, A. SIQUEIRA FILHO, J. A. ET AL. Dyckia in Lista de Espécies da Flora do Brasil, Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponivel em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2011/FB006046>. Acesso em: 01 de Fevereiro de 2011.

- CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE, RIO GRANDE DO SUL. Decreto estadual CONSEMA n. 42.099 de 31 de dezembro de 2002. Declara as espécies da flora nativa ameaçadas de extinção no estado do Rio Grande do Sul e da outras providências, Palácio Piratini, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 31 dez. 2002, 2002.

Como citar

CNCFlora. Dyckia domfelicianensis in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Dyckia domfelicianensis>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 06/02/2012 - 17:40:58