Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Encholirium disjunctum Forzza CR

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 16-04-2012

Criterio: B2ab(iii);C2a(ii)

Avaliador: Miguel d'Avila de Moraes

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG:

Especialista(s):


Justificativa

Encholirium disjunctum é endêmica do Brasil e ocorre no Estado de Goiás e, possivelmente, Bahia. Tem distribuição bastante restrita (EOO=261,26 km²) e ocupa uma área extremamente reduzida (AOO =4 km²). E. disjunctum é conhecida a partir de apenas uma localidade, que foi considerada uma única situação de ameaça. Sua população está localizada a 400 m da Rodovia Brasília? Barreiras, 14 km ao norte do entroncamento de Posse (BR-020, km 243) em uma área de Cerrado e afloramentos de Canga. A espécie ocorre de forma isolada ou compondo pequenas touceiras. Assim, estima-se que sua população não seja maior do que 250 indivíduos, todos em uma única localidade. Por essas razões, E. disjunctum foi avaliada como "Criticamente em perigo" (CR).

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Encholirium disjunctum Forzza;

Família: Bromeliaceae

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

A especie apresenta porte reduzido, flores longo-pediceladas, sepalas ovais, petalas obovadas e sobrepostas e estilete incluso na colora (Forzza, 2005).

Dados populacionais

A subpopulação de Goiás possui entre 100 e 150 rosetas, e encontra-se numa área particular de cerrado, alterado com criação de gado (Forzza com. pess.).

Distribuição

A espécie ocorre exclusivamente no Estado de Goiás (Forzza et al., 2011).

Ecologia

A espécie apresenta 47-65 cm alt., ocorrendo de forma isolada ou em pequenas touceiras (Forzza, 2005). É conhecida apenas pela localidade tipo, formando pequena população que ocorre em solos areno-pedregosos (Forzza, 2005).

Ameaças

1.3.1 Mining
Detalhes A maior ameaça às espécies de Encholirium é a degradação de habitat devido à extração de rochas calcárias e graníticas (Forzza et al., 2003).

Ações de conservação

1.2.1.2 National level
Situação: on going
Observações: A espécie foi considerada "Deficiente de Dados" (DD) na Lista vermelha da flora do Brasil (MMA, 2008), anexo 2.

3.8 Conservation measures
Situação: on going
Observações: Segundo Sobral et al. (2009), a espécie foi considerada "Criticamente em Perigo" (CR) seguindo critérios da IUCN (2001).

Referências

- FORZZA, R. C.; COSTA, A.; SIQUEIRA FILHO, J. A. ET AL. Encholirium in in Lista de Espécies da Flora do Brasil, Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Acesso em: 15 de Março de 2011.

- FORZZA, R. C. Revisão taxonômica de Encholirium Mart. Ex Schult. & Schult.F. (Pitcairnioideae - Bromeliaceae). Boletim de Botânica da Universidade de São Paulo, v. 23, n. 1, p. 1-49, 2005.

- SOBRAL, M.; STEHMANN, J. R. An Analysis of New Angiosperm Species Discoveries in Brazil (1990?2006). Taxon, v. 58, n. 1, 2009.

- FORZZA, R. C.; CHRISTIANINI, A. V.; WANDERLEY, M. G. L. ET AL. Encholirium (Pitcairnioideae - Bromeliaceae): Conhecimento Atual e Sugestões para Conservação. Vidalia, v. 1, n. 1, p. 7-20, 2003.

- MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Instrução Normativa n. 6, de 23 de setembro de 2008. Espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção e com deficiência de dados, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 24 set. 2008. Seção 1, p.75-83, 2008.

- FORZZA, R.C. Comunicação pessoal da especialista botânica Rafaela Campostrini Forzza para os analistas de dados Diogo Marcilio Judice, Eduardo Pinheiro Fernandez, Rafael Augusto Xavier Borges e Thiago Serrano de Almeida Penedo, pesquisadores do CNCFlora., 2011.

Como citar

CNCFlora. Encholirium disjunctum in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Encholirium disjunctum>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 16/04/2012 - 18:42:15