Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Ficus hirsuta Schott LC

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 12-03-2012

Criterio:

Avaliador: Massimo Giuseppe Bovini

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG:

Especialista(s):


Justificativa

Espécie com amplo EOO. Muito comum na Restinga e Mata Atlântica, preservada em muitas unidades de conservação (SNUC).

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Ficus hirsuta Schott;

Família: Moraceae

Sinônimos:

  • > Ficus salzmanniana ;
  • > Urostigma hirsutum ;
  • > Urostigma gardeniifolium ;
  • > Urostigma salzmannianum ;

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

​Descrição em Carauta (1989). Nome popular: molembá (Carauta, 1989).

Dados populacionais

Apresenta a forma 7 de raridade de Rabinowitz para a Floresta Ombrófila Densa do Sudeste e Sul do Brasil, ou seja, possui distribuição geográfica restrita, uma única preferência de habitat e população escassa (Caiafa; Martins, 2010). De fato, Sá (2002) encontrou apenas 5 indivíduos por hectare em uma restinga em Saquarema (RJ). Apesar disso, possui uma proporção mediana na chuva de sementes em Una (BA; Silva, 2008).

Distribuição

Espécie endêmica do Brasil, encontrada nas regiões Nordeste (Pernambuco, Bahia, Alagoas), Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul), Sudeste (Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro) e Sul (Paraná, Rio Grande do Sul) (Romaniuc Neto et al., 2011).

Ecologia

Arbusto, árvore de até 9 m de altura (Carauta, 1989) ou hemiepífita (Mendonça-Souza, 2006) encontrada na Caatinga e Mata Atlântica (Romaniuc Neto et al., 2011). Ocorre em Floresta Estacional Semidecídua, Cerrado (Mendonça-Souza, 2006), Floresta Ombrófila Densa Atlântica, Restinga e nas Matas de Galeria de Cerrado (Pederneiras et al., 2011). Encontrada fértil em junho, outubro e dezembro (Mendonça-Souza, 2006) e seus frutos são consumidos por macacos (Martins, 1997).

Ameaças

1 Habitat Loss/Degradation (human induced)
Detalhes ​A grande maioria das coleções dizem respeito a indivíduos que não mais existem em estado natural em virtude da destruição das florestas (Carauta, 1989).

3.2.1 Subsistence use/local trade
Detalhes ​Dificilmente encontrada fora de seu habitat, talvez por ser considerada planta medicinal e o pequeno porte facilitar o seu corte (Carauta; Diaz, 2002)

8.6 Mutualism
Detalhes Na APA de Maricá os figos não se mostraram férteis, indicando que colônias de vespas polinizadoras não existiam nas proximidades (Carauta; Diaz, 2002).

Ações de conservação

1.2.1.1 International level
Situação: on going
Observações: Quase ameaçada (NT).Pereira, J.P. et al. 1998.

4.4.2 Establishment
Situação: on going
Observações: Presente nas seguintes unidades de conservação (SNUC): Estação Ecológica de Caratinga (MG), APA de Maricá (RJ), no Parque Nacional da Tijuca (RJ; Carauta; Diaz, 2002), na Reserva Ecológica Estadual de Jacarepiá (RJ; Sá, 2002), Reserva Biológica do UNA (BA; Silva, 2008) e Reserva Biologica de Poço das Antas, RJ (CNCFlora, 2012).

Usos

Referências

- CARAUTA, J. P. P. Ficus (Moraceae) no Brasil: Conservação e Taxonomia. Albertoa, v. 2, p. 1-365, 1989.

- CARAUTA, J. P. P.; DIAZ, B. E. Figueiras no Brasil. Rio de Janeiro, RJ: Editora UFRJ, 2002. 212 p.

- MENDONÇA-SOUZA, L. R. Ficus (Moraceae) no Estado de São Paulo. Mestrado. São Paulo, SP: Instituto de Botânica da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, 2006.

- PEDERNEIRAS, L. C.; COSTA, A. F.; ARAÚJO, D. S. D.; ET AL. Moraceae das Restingas do Estado do Rio de Janeiro. Rodriguésia, v. 62, n. 1, p. 77-92, 2011.

- CAIAFA, A. N.; MARTINS, F. R. Forms of Rarity of Tree Species in the Southern Brazilian Atlantic Rainforest. Biodiversity and Conservation, v. 19, n. 9, p. 2597-2618, 2010.

- MARTINS, C. S. Uso de Habitat pelo Bugio (Alouatta fusca clamitans) em um Fragmento Florestal em Lençóis Paulista, SP. Mestrado. Campinas, SP: Universidade Estadual de Campinas, 1997.

- SÁ, C. F. C. Regeneração de um Trecho de Floresta de Restinga na Reserva Ecológica Estadual de Jacarepiá, Saquarema, Estado do Rio de Janeiro: II - Estrato Arbustivo. Rodriguésia, v. 52, n. 82, p. 5-23, 2002.

- SILVA, J. T. R. Chuva de Sementes em Ambientes Perturbados e Não-Perturbados na Floresta de Mata Atlântica do Sul da Bahia, Brasil. Mestrado. Piracicaba, SP: Universidade de São Paulo, 2008.

- ROMANIUC NETO, S.; CARAUTA, J. P. P.; VIANNA FILHO, M. D. M.; PEREIRA, R. A. S.; RIBEIRO, J. E. L. D. Moraceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil, Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponivel em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2012/FB000167>. Acesso em: 24/04/2012.

- PEREIRA, J.P. ET AL. Ficus hirsuta, IUCN 2011. IUCN Red List of Threatened Species. Version 2011.2, 1998.

Como citar

CNCFlora. Ficus hirsuta in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Ficus hirsuta>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 12/03/2012 - 17:09:49