Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Manilkara subsericea (Mart.) Dubard LC

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 19-10-2011

Criterio:

Avaliador: Tainan Messina

Revisor: Miguel d'Avila de Moraes

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG: Marcelo

Especialista(s):


Justificativa

Se desenvolve em áreas de restinga e de floresta ombrófila, tem ampla distribuição e é abundante. Sua principal ameaça está relacionada ao habitat, no entanto a espécie ocorre dentro de diversas UCs.

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Manilkara subsericea (Mart.) Dubard;

Família: Sapotaceae

Sinônimos:

  • > Manilkara bella ;
  • > Kaukenia floribunda ;
  • > Kaukenia subsericea ;
  • > Manilkara floribunda ;
  • > Mimusops floribunda ;
  • > Mimusops subsericea ;
  • > Mimusops subsericea var. acmanthera ;
  • > Mimusops subsericea var. acuminata ;
  • > Mimusops subsericea var. massaranduba ;
  • > Synarrhena floribunda ;
  • > Synarrhena subsericea ;

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

Manilkara bella pode ser confundida com M. subsericea, porém apresenta folhas e frutos maiores. Além disso, M. subsericea é arbustiva ou arbórea de pequeno porte e ocorrente de restinga costeira, enquanto M. bella ocorre em ambientes de florestas úmidas (Penninton, 1990).

Dados populacionais

Existem poucos dados populacionais sobre Manilkara bella. Foram amostrados 6 indivíduos em inventário em área de 289,5 ha em Conceição da Barra, Espírito Santo (Chichorro et al., 2003). Outro estudo registra a ocorrência de 11 ind. em uma área da Reserva Natural do Vale do Rio Doce, a qual sofreu corte raso há mais de 20 anos, M. bella não foi observada na área de reflorestamento natural após o corte, estima-se que restauração da riqueza de espécies possa ocorrer em 50 anos (Rolim, 2006), somente um monitoramento contínuo da área poderá revelar o retorno da espécie à sua área de ocorrência.

Distribuição

Manilkara bella ocorre no sudeste do Brasil nos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Penninton, 1990).

Ecologia

Manilkara bella é uma espécie arbórea de até 30 m de altura de floresta primária, restrita a uma faixa altitudinal de 600 e 700m em Floresta Atlântica da costa brasileira (Penninton, 1990; Oldfield et al., 1998) e Floresta de Tabuleiro (Chichorro et al., 2003). Estudos recentes revelam a ocorrência da espécie também em Floresta Estacional Semidecidual de Terras Baixas (Rolim, 2006). M. bella é classificada ecologicamente como clímax (Rolim et al.,1999).Ocorre em floresta primária, restrita a uma faixa altitudinal de 600 e 700 m em Floresta Atlântica da costa brasileira (Penninton, 1990; Oldfield et al., 1998) e Floresta de Tabuleiro (Chichorro et al., 2003). Estudos recentes revelam a ocorrência da espécie também em Floresta Estacional Semidecidual de Terras Baixas (Rolim, 2006).

Ameaças

1.3.3 Wood
Severidade high
Detalhes Manilkara bella é utilizada como recurso madeireiro (Chichorro et al., 2003). A superexploração da árvore e do habitat fez com que a espécie viesse a ser escassa (Oldfield et al., 1998).

Ações de conservação

4.4 Protected areas
Situação: on going
Observações: Manilkara bella é encontrada em Áreas de Preservação Ambiental como Floresta Nacional de Rio Preto, Conceição da Barra, ES (Chichorro et al., 2003); Reserva Natural de Linhares, ES (Engel; Martins, 2005) e Reserva Natural da Cia. Vale do Rio Doce (Souza; Jardim, 2006).

1.2.1.1 International level
Situação: on going
Observações: "Em perigo" (EN). Lista Vermelha da IUCN (O'Brien, 1998).

3 Research actions
Situação: on going
Observações: A espécie também faz parte de Projetos de Manejo Florestal Sustentável através do plantio de mudas em sistemas de enriquecimentos na Reserva Natural da Cia. Vale do Rio Doce, Linhares, ES (Souza; Jardim, 2006).

Referências

- ASSUMPÇÃO, J.; NASCIMENTO, M.T. Estrutura e composição florística de quatro formações vegetais de restinga no complexo lagunar Grussaí/Iquipari, São João da Barra, RJ, Brasil. Acta bot. bras., v. 14, n. 3, p. 301-315, 2000.

- PENNINGTON, T. D. Sapotaceae. 1990. 271 p.

- CARNEIRO, C.E.; ALMEIDA JR., E.B. Sapotaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Disponivel em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB014477>.

- CIRNE, P.; ZALUAR, H.L.T.; SCARANO, F.R. Plant diversity, interspecific associations, and postfire resprouting on a sandy spit in a Brazilian Coastal plain, Ecotropica, p.33-38, 2003.

- GOMES, R.; PINHEIRO, M.C.B.; LIMA, H.A.D.; SANTIAGO-FERNANDES, L.D.R. Biologia floral de Manilkara subsericea e de Sideroxylon obtusifolium (Sapotaceae) em restinga. Revista Brasil. Bot., v. 33, n. 2, p. 271-283, 2010.

- MONTEIRO, R.F.; MACEDO, M.V.; NASCIMENTO, M.S.; CURY, R.S. Composição, abundância e notas sobre a ecologia de espécies de larvas de lepidópteros associadas a cinco espécies de plantas hospedeiras no Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, RJ. Rev. Bras. entomol, v. 51, n. 4, p. 476-483, 2007.

- BRAZ, M.I.G.; MATTOS, E.A.D. Seed Dispersal Phenology and Germination Characteristics of a Drought-Prone Vegetation in Southeastern Brazil. Biotropica, v. 42, n. 3, 2010.

- ZAMITH, L.R.; SCARANO, F.R. Produção de mudas de espécies das Restingas do município do Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Acta bot. bras., v. 18, n. 1, p. 161-176, 2004.

- O'BRIEN, P.J. Manilkara subsericea in IUCN Red List of Threatened Species. Disponivel em: <http://www.iucnredlist.org/details/34750/0>. Acesso em: 10/07/2011.

Como citar

CNCFlora. Manilkara subsericea in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Manilkara subsericea>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 18/10/2011 - 16:36:53