Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Neoregelia sarmentosa (Regel) L.B.Sm. LC

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 01-02-2012

Criterio:

Avaliador: Miguel d'Avila de Moraes

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG:

Especialista(s):


Justificativa

Neoregelia sarmentosa é endêmica do Brasil mas possui ampla distribuição. A espécie ocorre em afloramentos rochosos, Restingas, Florestas Ombrófilas Densas e Florestas Estacionais Semideciduais, associadas a Mata Atlântica. Assim, foi avaliada como "Menos preocupante" (LC).

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Neoregelia sarmentosa (Regel) L.B.Sm.;

Família: Bromeliaceae

Sinônimos:

  • > Aregelia cyanea var. simplex ;
  • > Aregelia sarmentosa ;
  • > Karatas sarmentosa ;
  • > Nidularium denticulatum var. simplex ;
  • > Nidularium sarmentosum ;
  • > Regelia sarmentosa ;

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

A espécie caracteriza-se pelas folhas com bainhas negras, lâminas linguladas, verdes, com ápice arredondado e mucronado, com mancha conspícua, vermelha e inflorescência com muitas flores. Há muita incerteza na determinação precisa deste táxon nas coletas à ele aferidas, o que pode ser atribuído principalmente a sua grande amplitude de variações. Apresenta afinidades com N. cyanea (Lima, 2008).

Distribuição

A espécie é endêmica do Brasil, ocorrendo exclusivamente em áreas de Mata Atlântica nos Estados do Sudeste do Brasil: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espirito Santo (Lima, 2008; Forzza et al., 2012). Ocorre entre 140 e 1.600 m de altitude (Lima, 2008). A espécie foi registrada nos Corredores de Biodiversidade Central e Serra do Mar da Mata Atlântica (Martinelli et al., 2008).

Ecologia

Planta herbácea, esta espécie possuí habito preferencialmente terrestre em restingas (Moura 2002), mas pode ocorrer também como epífita (Lima, 2008). Ocorre em afloramentos rochosos, Restingas, Florestas Ombrófilas Densas e Florestas Estacionais Semideciduais associadas a Mata Atlântica (Martinelli et al., 2009).

Ações de conservação

5.7 Ex situ conservation actions
Situação: on going
Observações: A espécie é cultivada com fins comercias no Orquidário Catarinense Alvim Seidel (http://www.seidel.com.br/).

1.2.1.3 Sub-national level
Situação: on going
Observações: A espécie foi considerada "Extinta" (EX) em avaliação de risco de extinção empreendida para a flora do Estado de São Paulo (SMA-SP, 2004).

Referências

- FORZZA, R.C. ET AL. Bromeliaceae. In: Lista de Espécies da Flora do Brasil. Disponivel em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2012/FB000066>.

- LEME, E.M. Comunicação do especialista Elton M. Leme, especialista na família Bromeliaceae, para o analista de dados Eduardo Fernandez, Pesquisador do CNCFlora.

- SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, SÃO PAULO. SMA-SP. RESOLUçãO SMA N. 48 DE 2004. Lista oficial das espécies da flora do Estado de São Paulo ameaçadas de extinção, Diário Oficial do Estado de São Paulo, São Paulo, SP, 2004.

Como citar

CNCFlora. Neoregelia sarmentosa in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Neoregelia sarmentosa>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 01/02/2012 - 15:50:45