Portal do Governo Brasileiro
2012 - Livro Vermelho 2013

Cryptanthus exaltatus H.Luther EN

Informações da avaliação de risco de extinção


Data: 04-04-2012

Criterio: B1ab(iii)+2ab(iii)

Avaliador: Miguel d'Avila de Moraes

Revisor: Tainan Messina

Analista(s) de Dados: CNCFlora

Analista(s) SIG:

Especialista(s):


Justificativa

Cryptanthus exaltatus é endêmica do Brasil e ocorre exclusivamente no Estado do Espírito Santo. Tem distribuição restrita (EOO=688,25 km²) e está sujeita ao declínio contínuo da qualidade de hábitat. Foram identificadas quatro situações de ameaça distintas. A região de ocorrência de C. exaltatus enfrenta a perda e fragmentação de hábitat decorrentes de atividade agrícolas. Além disso, a espécie não está protegida por unidades de conservação (SNUC). Assim, C. exaltatus foi classificada como "Em perigo" (EN).

Taxonomia atual

Atenção: as informações de taxonomia atuais podem ser diferentes das da data da avaliação.

Nome válido: Cryptanthus exaltatus H.Luther;

Família: Bromeliaceae

Mapa de ocorrência

- Ver metodologia

Informações sobre a espécie


Notas Taxonômicas

Segundo Luther (1990) e Forzza et al. (2012), C. exaltatus se assemelha a Cryptanthus bahianus L.B. Sm., que ocorre nos Estados da Paraíba, Pernambuco, Bahia e Alagoas, além de alguma semelhança com Cryptanthus glazioui Mez. Entretanto, Leme (com. pess.) afirma que Cryptanthus exaltatus não tem qualquer relação morfológica ou filogenética com C. bahianus, já que pertence ao subgênero Hoplocryptanthus Mez por possuir todas as flores monoicas, com pétalas com lobos largos (largamente elípticas ou suborbiculares). Cryptanthus bahianus pertence ao subgênero típico, sendo as flores do ápice da inflorescência masculinas e possuindo pétalas relativamente estreitas. As espécies morfologicamente mais próximas de C. exaltatus são Cryptanthus pseudoglaziovii e C. glaziovii.

Dados populacionais

Se conhecem subpopulações de C. exaltatus nos municípios capixabas de Santa Leopoldina, Ibiraçu e Domingos Martins, sem maiores informações a respeito do estado em que se encontram estas (Luther, 1990).

Distribuição

A espécie é endêmica do Brasil, ocorrendo exclusivamente no Estado do Espirito Santo (Forzza et al., 2012).

Ecologia

Planta herbácea, terrícola; ocorre em Florestas Ombrófilas Densas associadas ao bioma Mata Atlântica (Stehmann et al., 2009; Forzza et al., 2012). Suas flores emitem poderoso aroma apimentado, e como muitas espécies terrestres do gênero, podem ser polinizadas predominantemente por insetos (Benzing, 2000).

Ameaças

1 Habitat Loss/Degradation (human induced)
Detalhes A ameaça à espécie decorre do drástica redução da cobertura vegetal de sua área de ocorrência, em franco processo de fragmentação. Por se tratar de espécie muito sensível a alterações ambientais, associada a ambientes muito úmidos de vertentes florestadas, fato observado com base no dificílimo cultivo do táxon, é possível inferir que a degradação de seu ambiente possa afetar drasticamente sua sobrevivência, mesmo que se mantenham os fragmentos onde porventura ainda vivam (Leme, com. pess.).

Ações de conservação

1.2.1.3 Sub-national level
Situação: on going
Observações: Simonelli; Fraga (2007) consideraram a espécie "Em perigo" (EN), em avaliação de risco de extinção empreendida para a flora do Estado do Espirito Santo.

4.3 Corridors
Situação: needed
Observações: Não foi registrada em nenhuma unidade de conservação (SNUC) pública, apesar de ocorrer ao longo do Corredor de Biodiversidade Central da Mata Atlântica (Martinelli et al., 2008).

Referências

- FORZZA, R.C. ET AL. Bromeliaceae. In: Lista de Espécies da Flora do Brasil. Disponivel em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2012/FB000066>.

- MARTINELLI, G.; VIEIRA, C. M.; GONZÁLEZ, M. ET AL. Bromeliaceae da Mata Atlântica Brasileira: Lista de Espécies, Distribuição e Conservação. Rodriguésia, v. 59, n. 1, 2008.

- STEHMANN, J.R. ET AL. Plantas da Floresta Atlântica. 2009. 515 p.

- LEME, E.M. Comunicação do especialista Elton M. Leme, especialista na família Bromeliaceae, para o analista de dados Eduardo Fernandez, Pesquisador do CNCFlora, 2012.

- BENZING, D.H. Bromeliaceae: Pro?le of an Adaptive Radiation. 2000.

- LUTHER, H.E. A new giant Cryptanthus from Espírito Santo, Brazil. The Cryptanthus Society Journal, v. 5, n. 4, 1990.

- SIMONELLI, M.; FRAGA, C. N. Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção no Estado do Espírito Santo. Vitória: Ipema, 2007. 144 p.

Como citar

CNCFlora. Cryptanthus exaltatus in Lista Vermelha da flora brasileira versão 2012.2 Centro Nacional de Conservação da Flora. Disponível em <http://cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Cryptanthus exaltatus>. Acesso em .


Última edição por CNCFlora em 04/04/2012 - 19:37:41